Compliance: uma nova realidade

A implementação de um Programa de Integridade tem sido cada vez mais exigida no país. Entenda as mudanças que estão em andamento, principalmente do ponto de vista legal, e tudo o que isso vai requerer da sua empresa.

 

Publicado em 19/01/2018

 

Quando a lei 12.846/2013 foi promulgada, trouxe a responsabilidade objetiva como novidade para as empresas brasileiras, porém a implementação de uma estrutura de Compliance ainda era facultativa para as Entidades. Quase cinco anos depois da vigência desta lei, muita coisa mudou. Algumas autoridades passaram a exigir a implementação do Compliance de certas empresas:

 

Instituições Financeiras

A Resolução do Banco Central nº 4.595, de 28 de agosto de 2017, determinou que as instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil deveriam implantar política de conformidade (Compliance) até 31 de dezembro de 2017;

 

Empresas com contratos com o Estado do Rio de Janeiro

A Lei Estadual nº 7753, de 17 de outubro de 2017, determina que às empresas que celebrarem contrato, consórcio, convênio, concessão ou parceria público-privado com a administração pública direta, indireta e fundacional do Estado do Rio de Janeiro devem implantar o Programa de Integridade em até 180 dias após a celebração do contrato.

 

Empresas com contratos com o Distrito Federal

Em dezembro de 2017, a Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou uma lei para obrigar todas as empresas fornecedoras do governo de Brasília a implantar programas de controle interno e integridade a fim de coibir práticas como corrupção. A lei está para ser sancionada pelo governo.

 

Agribusiness

A Portaria do Ministério da Agricultura nº 2.462, de 12 de dezembro de 2017, institui o selo ‘Agro+ Integridade’, destinado a premiar empresas do agronegócio que, reconhecidamente, desenvolvam Boas Práticas de gestão de integridade, ética e sustentabilidade. O Ministério da Agricultura irá receber as inscrições de 1º de fevereiro até 31 de maio de 2018.

A empresa premiada poderá usar o selo ‘Agro+ Integridade’, anualmente, nos seus produtos, sites comerciais, propagandas e publicações.

 

Tomadores de Crédito junto ao BNDES

As empresas que postulam apoio financeiro (tanto em operações de financiamento quanto em operações de investimento em equity) devem prestar declarações relacionadas a compliance, como condição precedente para aprovação da operação. Além das declarações prévias, as empresas devem assumir determinadas obrigações contratuais relacionadas à prestação de informações periódicas e à configuração de inadimplemento perante o Sistema BNDES em caso de condutas consideradas antiéticas.

 

Entenda como realizar um Programa de Compliance

 

Os três pilares do programa

Prevenção

• Infraestrutura de Compliance eficiente, com autonomia de gestão e recursos capazes de alcançar todos os níveis.

• Avaliação contínua dos riscos internos e externos.

• Gestão de risco de terceiros.

• Comunicação e treinamento do Programa de Integridade a todos os colaboradores e parceiros de negócio.

 

Detecção

• Mecanismos que permitem o recebimento de denúncias anônimas de situações não usuais.

• Análise e monitoramento do Programa de Integridade, incluindo testes.

• Verificação de terceiros (background-check).

• Aplicação de análises de dados para identificação de transações de risco.

 

Resposta

• Análise e realização de investigação para apurar as denúncias recebidas.

• Divulgação do Programa de Integridade.

• Transparência e responsabilidade social.

 

As exigências à área de Compliance

• Independência

• Estrutura

• Autoridade

• Orçamento

 

Pontos de impacto na empresa

• Stakeholders internos e externos

• Processos

• Políticas

• Infraestrutura

 

Desafios à empresa

• Mudança cultural

• Comprometimento da alta administração

• Engajamento dos colaboradores

• Claro entendimento da função do Compliance no mercado

• Dificuldade na contratação ou formação de profissionais

• Disseminação de modelos de conformidade alternativos

• Inclusão dos terceiros no programa de compliance.

 

Como a Mazars pode te ajudar?

Possuímos soluções para desenvolvimento, implementação, aplicação e manutenção de programas e atividades de compliance eficazes e abrangentes, que compreendem leis e normas pertinentes, incluindo requisitos legais, códigos da indústria, normas organizacionais, bem como padrões de boa governança corporativa, ética e expectativas dos acionistas.

 

Quer tirar alguma dúvida?

Fale com a nossa equipe de relacionamento!

 

Receba nossas newsletters

* : mandatory fields

Your personal data is collected by Mazars in Brazil, the data controller, in accordance with applicable laws and regulations.
Fields marked with an asterisk are required. If any required field is left blank, it will not be possible to process your request.
Your personal data is collected for the purpose of processing your request.

You have a right to access, correct and erase your data, and a right to object to or limit the processing of your data. You also have a right to data portability and the right to provide guidance on what happens to your data after your death. Finally, you have the right to lodge a complaint with a supervisory authority and a right not to be the subject of a decision based exclusively on automated processing, including profiling, that produces legal effects concerning you or significantly affects you in a similar way.

Share