Programa de Integridade: uma discussão sobre sua obrigatoriedade

O evento realizado no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (23/05), ‘Programa de Integridade: uma discussão sobre sua obrigatoriedade para empresas contratadas pelo RJ’, parceria da Câmara de Comércio França-Brasil com a Mazars, foi importante instrumento para aprofundar no Brasil os debates sobre políticas de compliance.

 

Da esquerda para a direita: Claudio Peixoto, Rodrigo Brandão, Carlos Roberto Osório e Leonardo Pereira.

 

O evento realizado no Rio de Janeiro nesta quarta-feira, ‘Programa de Integridade: uma discussão sobre sua obrigatoriedade para empresas contratadas pelo Estado do RJ’, parceria da Câmara de Comércio França-Brasil com a Mazars, foi importante instrumento para aprofundar no Brasil os debates sobre políticas de compliance.

As discussões, com uma plateia composta por grandes executivos, tomaram como base a Lei Estadual nº 7.753/2017, que obriga as empresas que queiram fazer negócios com o poder público do estado do Rio de Janeiro a implantar um Programa de Integridade.

Claudio Peixoto, sócio da Mazars e também presidente do capítulo brasileiro da Association of Certified Fraud Examiners (Associação dos Investigadores Certificados de Fraudes), foi um dos palestrantes, ao lado do autor da lei, o deputado estadual Carlos Roberto Osório (PSDB-RJ), e do procurador do município do Rio de Janeiro, Rodrigo Brandão.

Em sua fala, o executivo da Mazars debateu a relevância e a abrangência do tema, reforçando que a adoção de protocolos de combate à corrupção é uma tendência global, e as empresas que não se adequarem não conseguirão fechar negócios no curto prazo. “O tema ganha cada vez mais relevância, seja por questões locais ou globais. Portanto, adotar um Programa de Integridade para atender ao governo do estado do Rio, por exemplo, também será decisivo para fazer negócios com a iniciativa privada”, informou Peixoto.

A Mazars parabeniza a Câmara de Comércio França-Brasil pela organização do evento, agradece ao público pela participação e reforça seu compromisso em colaborar com as melhores práticas de gestão no país.

 

 

Palestrantes

  • Carlos Roberto Osório - Deputado estadual do Rio de Janeiro. Autor da Lei Estadual nº 7.753/2017. É presidente da comissão de defesa e proteção dos animais, vice-presidente da comissão de Economia, Indústria, Comércio e Serviços, vice-presidente da comissão de Minas e Energia, e membro efetivo das comissões de Transportes e de Tributação. Osório também é vice-presidente do conselho de ética da Alerj. Foi secretário municipal do Comitê- Organizador dos Jogos Panamericanos de 2007. Cursou Economia na PUC-Rio.
  • Claudio Peixoto - Sócio da Mazars Cabrera, especialista em Prevenção e Investigação de Fraudes. Graduado em Ciências Contábeis pelo Instituto de Ensino Superior de Santo André, com MBA em Gestão Empresarial pela FGV/SP. Ampla experiência em investigações de fraude, Compliance e Auditoria Financeira. Vasta atuação em implantação de estruturas de Compliance, avaliação do risco de fraude e corrupção, monitoramento e investigação, desenvolvimento de planos estratégicos de auditoria, revisão financeira, operacional e de processos, testes de controles internos (manuais e sistemas) e elaboração de relatórios, incluindo sugestões de melhorias e desenvolvimento de novos controles.
  • Rodrigo Brandão - Professor de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Procurador do município do Rio de Janeiro. Sócio da Rodrigo Brandão Advogados.

  

Mediadores

  • Leonardo Cotta Pereira (Siqueira Castro Advogados) - Coordenador da Comissão de Governança Corporativa
  • Bernardo Mendes Vianna (Vieira Rezende Advogados) - Coordenador da Comissão Jurídica

 

Quer tirar alguma dúvida?

Fale com a nossa equipe de relacionamento!

 

Receba nossas newsletters

* : mandatory fields

Share